descrição

Espaço de aprendizagem colaborativa, de construção do conhecimento e de interação, pretende sensibilizar/consciencializar a comunidade educativa para as medidas de prevenção e segurança.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Vídeo: sismo e tsunami- Lisboa 1755

Um canal de televisão alemão (ZDF), produziu um documentário sobre o sismo, seguido de tsunami que ocorreu no ano de 1755.

Visualiza o vídeo, pois está muito interessante: https://www.youtube.com/watch?v=FGhv6zcBPxQ

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

PRINCIPAIS TIPOS DE CONSTRUÇÃO NA CIDADE DE LISBOA

Em caso de sismo, a construção da nossa casa pode não nos garantir a segurança necessária.

Os materiais utilizados na construção/ recuperação das casas, são muitas vezes inadequados (paredes; pilares).

Assim, infelizmente, em caso de sismo, os resultados poderão ser catastróficos....

Consulta o documento necessário para tomares conhecimento dos principais tipos de construção existente na cidade de Lisboa:
http://www.cienciaviva.pt/img/upload/infografia.pdf

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

A terra treme





Terra Treme- Exercício da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC)

Promovido pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em parceria com diversas entidades parceiras, públicas e privadas e inserido nas celebrações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes  (http://www.unisdr.org/we/campaign/iddr).
Este exercício propunha-se envolver a comunidade escolar na preparação para o risco sísmico.

    O exercício “A TERRA TREME” teve a duração de um minuto. Os alunos em sala de aula protegeram-se debaixo das mesas e os que estavam nos campos de jogos ajoelharam-se, com as mãos à volta do pescoço.

    O exercício não se destinava apenas às escolas. Todas as pessoas, onde quer que estivessem, estavam convidadas a participar no exercício nacional e efetuar os três gestos básicos de proteção em caso de sismo: baixar-se sobre os joelhos para evitar que se possa cair durante o sismo; proteger a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos, abrigar-se sob uma mesa resistente (por exemplo- caso da escola) e segurar-se a ela firmemente; por último, aguardar até a terra parar de tremer.

   Esta foi uma campanha de sensibilização e preparação, com o objetivo de contribuir para que os cidadãos adotem comportamentos simples de segurança, mas que podem salvar vidas, inteirando-se sobre o que fazer antes, durante e após um sismo.

    Para mais informações, pode consultar-se o site www.aterratreme.pt, onde se pode encontrar uma explicação detalhada do evento, nomeadamente, informação sobre os 7 passos que devem ser incorporados antes, durante e depois (identificar e corrigir os riscos em casa; planificar um Plano Familiar de Emergência; preparar um kit de emergência; conhecer os pontos fracos do edifício; executar os três gestos que protegem; cuidar de si, dos seus e dos mais vulneráveis; estar atento às indicações das autoridades).

Autoras: Madalena Branco e Melanie Sousa 6º5
Clube de Proteção Civil



quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Alerta tsunami: sabe quanto tempo tem para fugir? Notícias da nossa localidade

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/sistema-de-alerta-de-tsunamis/alerta-tsunami-quatro-minutos-para-fugir

02 outubro 2014 

Alerta tsunami: sabe quanto tempo tem para fugir? 
Quatro minutos é o tempo que o primeiro dispositivo de alerta testado com sucesso, em Setúbal, consegue avisar com antecedência que vem aí uma onda. Zona ribeirinha da cidade ficou totalmente destruída com o tsunami que se seguiu ao sismo de 1755. O mesmo aconteceu na zona ribeirinha de Lisboa. 

Portugal testou com êxito, esta quinta-feira, um dispositivo de alerta de tsunamis. A primeira instalação e teste ocorreu em Setúbal, pelas mãos dos especialistas do Centro Comum de Investigação da Comunidade Europeia, de Itália. É capaz de avisar quatro minutos antes da chegada da primeira onda. 

 «O dispositivo de alerta foi testado hoje de manhã, com a ajuda de um simulador mecânico de tsunamis, tendo acionado de imediato o painel informativo e as sirenes do Parque Urbano de Albarquel», garantiu o líder do projeto, Alessandro Annunziato, citado pela Lusa. 

 «Algumas pessoas que ouviram as sirenes assustaram-se e até chamaram os bombeiros, porque ainda não conheciam este sistema de alerta», acrescentou. 

 O dispositivo de alerta «pode ser ativado de forma automática, mas também de forma manual, sempre que as autoridades considerem que é necessário proceder à evacuação do local». 

Como funciona? 

Constituído por um sistema de medição do nível do mar, instalado junto ao cais da Secil, a cerca de três quilómetros de Setúbal, e por um painel digital no Parque Urbano de Albarquel, o sistema permite avisar a população na zona ribeirinha de Setúbal com quatro minutos de antecedência em relação à chegada da primeira onda. 

Este intervalo de tempo de reação, de quatro minutos, poderá aumentar significativamente no futuro, com a interligação de outros dispositivos de medição do nível do mar instalados ao longo da costa portuguesa.

Financiamento vem da UE, mas há outras prioridades mais imediatas 

Apesar do sucesso dos testes realizados em Setúbal, o líder do projeto reconheceu que ainda vai demorar algum tempo até que as zonas costeiras de Portugal e de outros países europeus beneficiem destes dispositivos. 

«O sistema de alerta de tsunamis é financiado pela Comissão Europeia, mas, neste momento, há outras prioridades na Europa, como o emprego», disse Alessandro Annunziato.

 A instalação do sistema de alerta de tsunamis em Setúbal, projeto iniciado em 2011, insere-se na estratégia europeia de investigação tendo em vista a melhoria dos mecanismos de alerta de desastres e reduzir os tempos de transmissão de alertas às populações em risco. 

Olhar para o passado, para melhor enfrentar o futuro 

Em Portugal, a entidade responsável pelo sistema nacional de alerta de tsunamis é o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que comunica todos os alertas que recebe à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), que, por sua vez, alerta a população em risco. 

A zona ribeirinha da cidade de Setúbal ficou totalmente destruída após o tsunami que se seguiu ao sismo de 1755, tal como aconteceu na zona ribeirinha de Lisboa. 

De acordo com alguns estudos realizados em Portugal, um sismo idêntico ao de 1755 poderia provocar uma onda com sete metros de altura, que poderia destruir toda a zona do centro histórico e entrar cerca de 800 metros pela cidade dentro, até á zona do Parque do Bonfim.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Planta de emergência da Escola Básica Barbosa du Bocage
(atualizada sempre que necessária)


domingo, 14 de setembro de 2014

ENRIQUECE O BLOG DO CLUBE DA PROTEÇÃO CIVIL (http://saberprevenir.blogspot.pt) COM NOTÍCIAS DE EVENTOS, WORKSHOPS, REGISTOS, APONTAMENTOS, SUGESTÕES....  Enviando um e-mail para:


saberprevenir@avebocage.net

INSCRIÇÕES PARA O CLUBE DE PROTEÇÃO CIVIL

2014/2015

FICHAS DE INSCRIÇÃO 
Pede ao teu Diretor(a) de Turma ou procura os professores Augusto Campos ou
 Elizabete Fernandes

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

QUERES CONTRIBUIR PARA UMA ESCOLA SEGURA?

ENTÃO INSCREVE-TE NO CLUBE DE PROTEÇÃO CIVIL






sábado, 10 de maio de 2014

Kit de Emergência a ter nas nossas casas

Fonte: http://www.cruzvermelha.pt/actividades/emergencia/preparacao-p-desastres.html

segunda-feira, 10 de março de 2014

Participação no 1º Exercício Municipal- Acantonamento

Decorreu no passado fim-de-semana, dias 8 e 9 de março, o 1º exercício Municipal- Acantonamento da Proteção Civil- Setlog 2014, promovido pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros.

Participaram no exercício, como desalojados, oito alunos da nossa escola (5º12, 5º14 e 7ºE) e três professores, num cenário de ocorrência de um sismo de magnitude de 6.4 na escala de Richter.

Como referido anteriormente neste blog, este exercício teve como objetivo avaliar a capacidade de reação dos diferentes agentes da proteção e socorro e sensibilizar a população para as medidas corretas a adotar perante a ocorrência de um terramoto.

Durante todo o exercício fomos acompanhados por quatro escuteiros e um elemento da Cruz Vermelha Portuguesa. 

Os percursos pedestres  decorreram dentro da normalidade, assim como o acantonamento, tendo havido “apenas” três ocorrências no nosso grupo, tendo as “vítimas”, sido rapidamente socorridas pelo elementos da Cruz Vermelha Portuguesa.

Durante o exercício foi-nos fornecido dois lanches, jantar e ceia.
As dormidas foram improvisadas no Ginásio da Escola Lima de Freitas (localizada num ponto alto da cidade), com "camas de campanha" e mantas.

No primeiro dia assistimos a sessões temáticas, tanto no espaço interior, como no exterior, tendo sido abordados temas como “Intervenção Civil em Cenário de Catástrofe”, “Primeiros Socorros – “Desfibrilhação Automática Externa”, visualização do “Quando a terra tremer, o que fazer – Tinoni e Companhia”, “Ciência Viva – À descoberta da Terra: Sismos e Vulcões”

No final da noite participamos no Fogo Conselho dinamizado pelo grupo de Escuteiros.

No segundo dia, fizemos um percurso pedestre na serra e assistimos ao exercício de operação e socorro. 


Todos estamos conscientes que dever-se-à continuar a exercitar e a melhorar as formas de atuação. 

Todos nós temos muito a fazer de forma a minimizarmos os danos que possam vir a ocorrer numa situação de catástrofe





















sábado, 25 de janeiro de 2014

Documento Exercício Municipal- 1.º Acantonamento de Proteção Civil

Na sequência da reunião do passado dia 7 de janeiro, assistida pelo professor Victor Miranda (elemento da direção do nosso Agrupamento), um elemento da Câmara Municipal de Setúbal enviou a informação sobre o 1.º Acantonamento de Proteção Civil a realizar nos dias 8 e 9 Março de 2014.

INSCRIÇÕES PARA O ACANTONAMENTO- SETLOG 2014


Solicita-se a todas as famílias interessadas em participar no Exercício Municipal- 1º Acantonamento- SETLOG 2014, a inscrição junto dos professores Elizabete Fernandes e Augusto Campos, até ao próximo dia 13 de fevereiro.

INSCREVE-TE
A participação neste exercício contribuirá para a prática de atitudes mais corretas em caso de emergência!
Fonte: Diapositivo disponibilizado pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros

Palestra- Exercício Municipal- 1º Acantonamento de Proteção Civil

 Realizou-se no passado dia 23 de janeiro, no Auditório Lígia Figueiredo, uma palestra promovida pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros, tendo em vista a apresentação aos alunos da escola do SETLOG 2014- exercício municipal- 1º acantonamento de Proteção Civil. A ação foi conduzida pelos agentes Leandro, Nuno Sousa e Jorge.

   Assistiram à palestra todas as turmas do 5ºano, três do 7º e três do 8ºano.

  Nesta sessão foi dado a conhecer o papel da Proteção Civil, a simbologia de situações perigosas, os dez sismos mais violentos ocorridos entre 1900 e 2014 e, os cenários reais relativos à catástrofe- sismo- ocorrida em Sendai, província do Japão e L´Áquila, em Itália. Desta forma, os agentes sensibilizaram os alunos para a participação no SETLOG 2014- 1º Acantonamento de Proteção Civil, que irá decorrer nos dias 8 e 9 de março.

  Os presentes entenderam que para o desenvolvimento do exercício SETLOG  2014 irá adoptar-se um cenário de ocorrência de um sismo com epicentro na falha de Ribeira de Coina, com uma magnitude de 6,4 da escala de Richter, os objetivos do exercício, a escala de gravidade em diferentes zonas do concelho, os danos (edifícios e vias de circulação afetadas) causados, o número de mortos, desalojados e de feridos. Ficaram ainda a conhecer as modalidades da ação e as provas de Orientação (Peddy Paper Urbano/ florestal) e respetivos percursos, Acantonamento (Escola Secundária Lima de Freitas) com sessões temáticas (Orientação/Suporte Básico de Vida/etc.) e Exercício Operacional / Exposição Equipamento.

   Os agentes difundiram ainda, importância das Equipas Comunitárias de resposta à emergência, referindo ao papel dos voluntários e deram a conhecer quais as entidades envolvidas em situação de emergência.

  Os alunos e professores acompanhantes, mostraram-se atentos e participativos. Alguns mostraram-se receptivos à atividade promovida, referindo que gostariam de participar e que irão difundir a informação junto aos pais.

    Agradecemos às nossas Técnicas Operacionais, D. Zélia e D. Lídia, do bloco C, pois foram incansáveis no contacto com os diferentes blocos, evitando que os alunos/ professores se atrasassem para as diferentes sessões.


Clube de Proteção Civil











Elizabete Fernandes

domingo, 12 de janeiro de 2014

Palestra- "Exercício Municipal- 1º Acantonamento de Proteção Civil"

Vai realizar-se nos próximos dias 8 e 9 de março um Exercício Municipal- 1º Acantonamento de Proteção Civil (PC), promovido pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros (SMPCB), que assenta em 4 objetivos:
- preparar o dispositivo municipal de PC;
- treinar os agentes de PC e organismos de apoio;
- recolher informação para processos de planeamento;
- formar e sensibilizar a população.

8 de março
Cenário: Ocorrência de sismo.
Atividades desencadeadas pelo SMPCB, em torno do acontecimento;
Acolhimento de participantes, na Praça do Bocage (onde estarão montadas 3 tendas);
Peddy paper Urbano, em grupos- Escola Secundária Lima de Freitas- Local do Acantonamento

9 de março
Peddy  paper  Florestal,  em grupos
Largo José Afonso
Fim do exercício- Previsto para as 12h30m


DIA 23 DE MARÇO- APRESENTAÇÃO DO EXERCÍCIO- INSCRIÇÕES